‘A cara de Sampaoli’, Santos vence clássico contra São Paulo por 2 a 0

Santos tem apresentação de gala em clássico e bate o São Paulo por 2 a 0 – Foto: Flavio Hopp

 

No Pacaembu, Peixe marca com Luiz Felipe e Derlis González, mantém zaga zerada no Paulistão e quebra sequência de 2 vitórias do rival do Morumbi

 

 

Na tarde deste domingo, no Pacaembu, o Santos fez a alegria das mais de 20 mil pessoas presentes e venceu o São Paulo, por 2 a 0, com gols de Luiz Felipe e Derlis González.

 

O resultado manteve a zaga do Peixe zerada no Campeonato Paulista – até aqui, foram sete gols marcados e nenhum sofrido – e quebrou a invencibilidade de dois jogos do Tricolor no Estadual. O Alvinegro é líder isolado do Grupo A e o rival segue no topo do Grupo D.

 

Na próxima rodada, o time do Morumbi enfrenta o Guarani, no Pacaembu, na quinta-feira. O Tricolor poderá contar com a estreia de Hernanes na partida na capital paulista.

 

Já o Peixe, na quinta-feira, visita o Bragantino, em Bragança Paulista. Protagonista

 

Gol do Santos

 

O fato de ter o São Paulo como rival não intimidou o Santos. Como pede Jorge Sampaoli a cada jogo, a equipe foi protagonista nos primeiros 45 minutos do clássico no que diz respeito à posse de bola e desceu aos vestiários, no intervalo, ganhando. Inspirado no discurso do comandante argentino.

 

Jean Mota, mais uma vez se destacou, Ele bateu com precisão uma falta para Luiz Felipe completar às redes no final da etapa inicial, coroando a boa atuação.

 

Pressionado, o São Paulo se fechou em seu campo de defesa e apostou em saídas rápidas de contra-ataque, enquanto o Santos preferia trabalhar as jogadas. Com o bom pivô de Pablo e a experiência de Nenê, o Tricolor Paulista pecou no último passe, mas também incomodou o Peixe.O Santos contava com a velocidade Soteldo e a boa movimentação de Derlis González no ataque. O paraguaio, inclusive, foi deixado na cara do gol por Pituca, mas não fez o gol.

 

Estratégias

 

O duelo tático dos dois treinadores tornou o segundo tempo mais interessante ainda: André Jardine optou pela entrada de Diego Souza e Sampaoli promoveu a estreia de Felipe Aguilar, deixando o Santos com uma linha de três atrás. Mudado, o São Paulo conseguiu neutralizar em parte a posse de bola do Santos e se fez mais presente em seu campo de ataque. Mas não foi suficiente para conseguir infiltrar a defesa santista e abrir o marcador.

 

Soberano Alvinegro!

 

Melhor desde o início da parida, a cartada final do Santos saiu dos pés de Alison. O volante foi o autor de um primoroso lançamento para Derlis González. Veloz, o paraguaio disparou pela esquerda do ataque, venceu Tiago Volpi com facilidade e ampliou.

 

Enquanto a torcida santista começava a gritar ‘olé’, o São Paulo se manteve na briga para diminuir o marcador e chegou a levar perigo, mas acabou mesmo derrotado. Derlis ainda teve a chance de ampliar, cara a cara com Volpi, mas o goleiro do São Paulo fez boa defesa.

 

FICHA TÉCNICA

 

SANTOS 2 X 0 SÃO PAULO

 

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)

 

Data-Hora: 27/1/2018 – 17h

 

Árbitro: Vinicius Furlan

 

Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Neuza Ines Back

 

Público/renda: 18.601 pagantes/R$ 630.964,00

 

Cartões amarelos: Felippe Cardoso, Carlos Sánchez, Copete, João Paulo, Diego Pituca, Luiz Felipe e Derlis González (SAN), Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo e Hudson (SAO)

 

Gols: Luiz Felipe (44’/1ºT) (1-0), Derlis González (22’/2ºT) (2-0),

 

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho (Copete, aos 9’/2ºT); Alison, Carlos Sánchez, Diego Pituca e Jean Mota (Felipe Aguilar, aos 9’/2ºT); Soteldo (Felippe Cardoso, aos 21’/2ºT) e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.

 

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Bruno Peres e Reinaldo; Jucilei, Hudson (Brenner, aos 30’/2ºT) e Nenê (Liziero, aos 29’/2ºT); Helinho (Diego Souza, no intervalo), Everton e Pablo. Técnico: André Jardine. Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: