Blocos de rua agitam SP, Rio, Olinda, Salvador e BH no 2º dia de Carnaval

Blocos levam milhares de pessoas às ruas no país – Foto: Jose Lucena

 

Capital paulista, onde estão previstos 556 desfiles, de 516 blocos oficiais, até o dia 10 de março, já soma mais cortejos do que o Rio de Janeiro

 

 

O segundo dia ‘oficial’ de Carnaval agita as ruas do país, neste domingo (3), especialmente as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador — por onde passam os blocos com grandes multidões. Milhões de foliões já estão nas ruas e avenidas das cidades brasileiras.

 

Em Olinda, Pernambuco, o anúncio de que este seria o último ano de desfiles do tradicional bloco Mucha Lucha, lotou as ladeiras da cidade neste domingo (3). Os foliões resolveram aproveitaram ao máximo a última edição do desfile.

 

Em Belo Horizonte, a cultura dos bloquinhos ganha corpo e o domingo de Carnaval começou animado com muitos foliões pelas ruas. O bloco Pena de Pavão de Krishna começou pela manhã e reuniu uma multidão. Famílias e grupos de amigos aproveitaram o clima de confraternização do bloco e capricharam nas fantasias.

 

Já em Salvador (BA), o destaque foi o bloco Algodão Doce, puxado pela cantora Carla Perez. Milhares de foliões acompanharam o trio elétrico no trajeto pelo bairro Campo Grande.

 

Bloco Algodão Doce puxou multidão em Campo Grande, bairro de Salvador

Bloco Algodão Doce puxou multidão em Campo Grande, bairro de Salvador – Foto: Jefferson Peixoto

 

No Rio de Janeiro, o clássico Bloco Cordão do Boitatá, na Praça XV, completa 23 anos de folia neste 2019, e segue animando o público no Centro da cidade.

 

Em Belo Horizonte, famílias aproveitam os bloquinhos

Em Belo Horizonte, famílias aproveitam os bloquinhos – Foto: Fábio Barros

 

E São Paulo já tem mais desfiles de blocos do que o Rio. Segundo o Estadão Conteúdo, a folia de rua paulistana está, ao menos, e em vários quesitos, no mesmo patamar do tradicional carnaval de blocos do Rio. Em termos de número de blocos, por exemplo, São Paulo já está um pouco na dianteira.

 

Até 10 de março, são previstos 556 desfiles, de 516 blocos oficiais, recorde da festa de rua na cidade. A alta é de 12,4% ante o ano anterior, que teve 459, e é o triplo de 2014 (com 172).

 

Já o Rio terá 498 cortejos (em 2018, foram 437). A estimativa de público para São Paulo também é superlativa: 12 milhões. A expectativa é de 7 milhões no Rio.

 

Do Rio para SP

 

Vários megablocos cariocas já desembarcaram em São Paulo, como Sargento Pimenta, Bangalafumenga, Monobloco, Bloco da Preta e outros. Artistas como Alceu Valença, Daniela Mercury, Maria Rita e Pabllo Vittar também subirão nos trios elétricos da cidade. Se há dez anos um bloco como o Acadêmicos do Baixo Augusta era praticamente uma ação entre amigos e não arrastava mais do que 1 5 mil pessoas, hoje consegue puxar mais de 1 milhão.

 

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo divulgou pesquisa em que já coloca São Paulo em segundo lugar em faturamento de carnaval, com potencial de R$ 1,9 bilhão. Para o Rio, o faturamento previsto é de R$ 2,1 bilhões.

 

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seção de São Paulo, a taxa de ocupação dos hotéis é cinco vezes maior do que era há 10 anos.

 

Nos hotéis mais econômicos localizados na rota de blocos de rua, a ocupação chegou a 85% dos quartos no último fim de semana, aumento que reflete a mudança no perfil do turista de carnaval em São Paulo. O Airbnb divulgou que a procura por hospedagem em São Paulo cresceu 87% em relação a 2018 — atrás só de Rio e Florianópolis.

 

PROGRAME-SE

 

São Paulo (Hoje – Domingo 3/2)

 

Explode Coração homenageia Maria Bethânia e a Tropicália. A concentração começou às 11h, na Praça da República, no centro da capital.

 

Bloco Bastardo anima os foliões ao som de marchinha. Tem concentração a partir das 14h na Rua João Moura, 727, em Pinheiros, zona oeste.

 

Ritaleena faz tributo à cantora Rita Lee na Rua Borges de Figueiredo, 400, na Mooca, zona leste, a partir das 14h.

 

Gente Miúda é a atração com músicas infantis ao ritmo de carnaval. A concentração ocorre na Avenida Professor Alfonso Bovero, 546, em Perdizes, zona oeste.

 

Madalena sai às 14h, na Avenida Faria Lima, zona oeste, ao som de música baiana.

 

Rio (Hoje, Domingo 3/2)

 

Cordão do Boitatá arrasta multidões desde 1996. Neste ano, teve início às 10h, no Largo do Paço, centro.

 

Bangalafumenga traz uma bateria poderosa desde às 10h no Monumento aos Pracinhas, Glória, zona sul.

 

Toca Rauuul! faz releituras de clássicos de Raul Seixas, a partir das 14h, na Praça Tiradentes, no centro.

 

Badalo de Santa Teresa faz festa desde 1972 no bairro e hoje se concentra na Rua Monte Alegre, 318, centro, às 15h. Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: