Ex-jogador é investigado por matar e esquartejar irmã por herança

Foto: Reprodução/SPJ

 

Segundo investigação, Luis Antônio, ex-jogador de Bangu e Portuguesa, não aceitava que sua mãe tivesse deixado a casa onde morava só para sua irmã

 

 

O ex-jogador de futebol Luis Antônio, de 45 anos, que teve passagens por Bangu e Portuguesa nos anos 90, está sendo investigado pela Policia Civil como suspeito de matar e esquartejar a irmã, Samura Sento Sé Braz, de 34 anos.

 

Samura tinha sido vista pela última vez no dia 13, mas seu desaparecimento só havia sido relatado uma semana depois por amigos. Apesar de morar com Samura, o ex-jogador não relatou o desaparecimento.

 

Agentes da DDPA (Delegacia de Descoberta de Paradeiros) visitaram nesta quarta-feira, a casa onde os dois moravam no bairro Jardim Carioca, na Ilha do Governador.

 

Testes com luminol, um produto que mostra a presença de sangue em locais já limpos, identificou sangue em várias partes da suíte de Samura, inclusive na banheira onde supostamente foi feito o esquartejamento.

 

— A gente acredita que o esquartejamento tenha ocorrido no box, porque fica mais fácil de abrir a água e limpar — diz a delegada Elen Souto, responsável pelo caso.

 

Herança

 

O motivo do assassinato teria sido uma herança deixada pela mãe de Luis e Samura, que morreu em 2014. No testamento, a mãe deixou a casa onde os dois moravam somente para Samura, o que teria desencadeado a briga.

 

O ex-jogador já teve o pedido de prisão temporária decretada e é considerado foragido. Segundo a delegada, Luis fez um empréstimo de R$11 mil para fugir do Rio. Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: