Mombojó dispara letra politizada no sexto single do ainda inédito sexto álbum da banda do Recife

Foto: Luan Cardoso / Divulgação

 

O grupo recifense Mombojó direciona olhar crítico para os governantes de Brasília (DF) um mês após passar pela Bahia no passo agalopado do frevo que conduziu a regravação de Cometa mambembe (Carlos Pitta e Edmundo Carôso, 1983).

 

“Uns homens com tudo de ruim no bolso / Cheios de munição e vontade de atirar / Cortina de fumaça antes do precipício”, disparam Felipe S (guitarra e voz), Marcelo Machado (guitarra e voz), Missionário José (baixo e voz), Chiquinho Moreira (teclados e vocoder) e Vicente Machado (bateria e voz) na letra de Tudo de ruim no bolso.

 

Capa do single 'Tudo de ruim no bolso', do grupo Mombojó — Foto: Arquétipo Rafa

Capa do single ‘Tudo de ruim no bolso’, do grupo Mombojó — Foto: Arquétipo Rafa Capa do single ‘Tudo de ruim no bolso’, do grupo Mombojó – Foto: Arquétipo Rafa

 

Composição de autoria dos cinco integrantes da banda, Tudo de ruim no bolso chega ao mercado fonográfico em single programado para a próxima sexta-feira, 29 de março. A letra soa atual, mas a pegada da música, gravada com a sobressalência de synths, remete intencionalmente ao flash back dance dos anos 1980.

 

Tudo de ruim no bolso é a sexta música da série de nove singles que adiantam paulatinamente o repertório do ainda inédito sexto álbum do Mombojó.

 

Anunciado em agosto de 2018, o projeto MMBJ12 – assim intitulado pela banda – já rendeu os singles autorais Ontem quis (2018), Nunca vai embora (2018), Me ajuda (2018) e Plano B (2019), além do já mencionado Cometa mambembe (Carlos Pitta e Edmundo Carôso, 1963). Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: