TV NEWS

Jovem autista que desapareceu após deixar carta dizendo que mudaria de paĂ­s Ă© encontrada com mulheres holandesas; vĂ­deo

Suspeita é de que as três estavam a caminho do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Por Redação em 25/02/2024 às 12:54:03
Suspeita é de que as três estavam a caminho do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Holandesas estão sendo investigadas pela Polícia Federal (PF), por suspeita de tráfico de pessoas. Holandesas estavam com goiana que desapareceu

Uma jovem autista de 21 anos foi resgatada após desaparecer em Quirinópolis, no sudoeste de Goiás. Segundo o delegado Thiago Latorre, a investigação aponta que a menina foi encontrada com duas mulheres holandesas que a buscaram na cidade goiana para levá-la ao exterior, dizendo para ela que teriam um relacionamento amoroso.

"A família informou que ela estava conversando com uma portuguesa e teria deixado uma carta comunicando que ia para Portugal e passaria a residir nesse país", completou o delegado.

A jovem e as duas mulheres foram encontradas no último sábado (24) em São José do Rio Preto, em São Paulo. A suspeita é de que elas estavam a caminho do Aeroporto Internacional de Guarulhos para sair do país. As holandesas estão sendo investigadas pela Polícia Federal (PF), por suspeita de tráfico de pessoas.

Desaparecimento e resgate

Após a polícia tomar conhecimento do desaparecimento, a investigação começou e descobriu que a jovem e as holandesas haviam parado em um posto de combustíveis em Paranaiguara. O veículo que elas usavam foi identificado após essa novidade.

Depois, o carro alugado por elas foi visto em São José do Rio Preto. A informação foi repassada para a Polícia Rodoviária Federal, que começou diligências e confirmou que elas estavam em um shopping. As holandesas foram abordadas e a polícia descobriu que elas moram em Portugal (justificando a informação da carta da jovem).

As holandesas foram encaminhadas à Polícia Federal e a jovem ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atendimento. Segundo o delegado, foi identificado que ela precisava de tratamento psiquiátrico, onde aguardou a chegada da família.

A jovem foi entregue aos responsáveis. A Polícia Federal deve apurar se o crime realmente se trata de tráfico de pessoas. O g1 pediu informações sobre a investigação às 10h58, por e-mail, mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2