TV NEWS

Lula reúne ministros para fechar novas ações para o RS; medidas devem ser anunciadas à tarde

.

Por Redação em 14/05/2024 às 11:46:29
Governo já divulgou liberação de crédito e antecipação de benefícios. Planalto quer anunciar auxílio de até R$ 5 mil a pessoas atingidas antes de nova visita de Lula ao RS. O presidente Lula durante discurso no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (8)

Reprodução/Canal Gov

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comanda na manhã desta terça-feira (14) uma reunião com ministros no Palácio do Planalto para definir outro pacote de medidas de socorro ao Rio Grande do Sul.

Lula planeja anunciar à tarde esse novo plano, com ações voltadas às pessoas atingidas por enxurradas que alagaram e destruíram casas, arrasaram parte de lavouras, derrubaram pontes e bloquearam rodovias.

Conforme a Defesa Civil do estado, 615 mil pessoas estão fora de casa em consequência das enchentes - 77,4 mil estão em abrigos e 538,2 mil em residências de amigos ou parentes. Foram confirmadas mais de 145 mortes até o momento.

O Guaíba, que alagou Porto Alegre e cidades da região metropolitana, continua subindo e pode bater o novo recorde histórico, de 5,5 metros de altura.

Socorro às vítimas

Lula, que realizou uma reunião da equipe ministerial completa na noite de segunda-feira, convocou oito ministros para o encontro desta manhã:

Rui Costa (Casa Civil)

Fernando Haddad (Fazenda)

Luiz Marinho (Trabalho)

Wellington Dias (Desenvolvimento Social)

Waldez Góes (Integração)

Jader Filho (Cidades)

Alexandre Padilha (Relações Institucionais)

Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social)

Segundo o blog do jornalista Valdo Cruz, entre as ideias em análise estão a inclusão no Bolsa Família de pessoas desabrigadas e que perderam a renda por conta das cheias e o pagamento de um auxílio de R$ 5 mil para cerca de 100 mil famílias.

O presidente, que planeja retornar ao Rio Grande do Sul nesta semana, marcou para as 15h desta terça o anúncio de novas medidas.

Outras medidas

Lula propõe suspender dívida, zerar juros e dar alívio de R$ 11 bi ao RS

Desde o início das chuvas e das cheias, há duas semanas, Lula tem feito reuniões e anúncios de medidas de socorro ao Rio Grande do Sul, como:

Decreto de calamidade, aprovado pelo Congresso;

Abertura de linhas de crédito para empresas e produtores rurais

Antecipação do pagamento de benefícios

Liberação de R$ 5 bilhões para ação emergenciais de ministérios

Carências no pagamento de financiamentos

Envio ao Congresso de projeto que suspende pagamento da dívida do RS com a União por três anos

O governo federal liberou recursos emergenciais, para atendimento imediato das vítimas, e também discute um pacote bilionário para reconstruir a infraestrutura gaúcha. O governo do estado estima em, pelo menos, R$ 19 bilhões, esse custo.
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2