TV NEWS

Lula escolhe Paulo Pimenta para comandar ações federais no Rio Grande do Sul

.

Por Redação em 14/05/2024 às 21:47:58
Gaúcho, Pimenta é deputado federal do PT pelo estado e ocupava o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escolheu Paulo Pimenta (PT) para comandar as ações federais na reconstrução do estado do Rio Grande do Sul, estado em situação de calamidade pública em função da tragédia causada pelas inundações que atingiram mais de 400 municípios e já causaram 149 mortes.

A notícia foi divulgada pelo colunista Ricardo Noblat, do Metrópoles, e confirmada pela TV Globo.

Paulo Pimenta

Reprodução

Pimenta é gaúcho e deputado federal do PT eleito pelo estado. Ele deixa o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República para assumir a nova função no governo.

Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre a tragédia no Rio Grande do Sul

Segundo fontes do Palácio do Planalto, o presidente concluiu que, pela dimensão e complexidade da situação do Rio Grande do Sul, é necessário criar um ministério extraordinário de apoio à reconstrução do estado.

A ideia é que a pasta coordene todas as ações para o estado com os demais ministérios e tenha trânsito e faça relação com governadores e prefeitos. Laércio Portela deve assumir interinamente o comando da Secom.

Autoridade federal

Em uma reunião ministerial desta segunda-feira (13), Lula sinalizou aos ministros que pretendia anunciar a criação de uma autoridade federal no Rio Grande do Sul. O objetivo é ter um coordenador do governo federal na ajuda aos trabalhos de reconstrução do estado, representando o presidente nesse processo.

Além da criação da autoridade federal, Lula anunciará na quarta-feira (15) medidas de auxílio direto aos gaúchos afetados pela tragédia.

Entre elas, uma linha de crédito para pessoas físicas com a União como garantidora e também uma espécie de "voucher" pago em uma parcela para ajudar a população que perdeu tudo a recomprar os bens que perdeu.

Leia também:

Aneel proíbe multas, juros e corte de energia por falta de pagamento de contas de luz no RS

Banco do Brics vai destinar R$ 5,7 bilhões à reconstrução do RS após chuvas, diz Dilma

Entenda o projeto do governo que permite a suspensão por três anos da dívida do RS com a União
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2