TV NEWS

Policial penal e outros dois homens são presos por se passarem por policiais civis para cometerem extorsões no CE

.

Por Redação em 15/05/2024 às 06:35:19
Uma das vítimas foi feita refém pelos suspeitos por cerca de 30 minutos e só foi liberada após transferir R$ 10 mil. Presos de passavam por policiais para tirar dinheiro das vítimas

Um policial penal e outros dois homens foram presos nesta segunda-feira (13) por suspeita de se passarem por policiais civis para extorquir dinheiro de comerciantes. O agente e um dos suspeitos foi capturado em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, já o outro foi localizado em Russas, no interior do Ceará.

? Clique aqui para seguir o canal do g1 Ceará no WhatsApp

As investigações sobre o caso tiveram início a partir da denúncia de um comerciante, que no dia 17 de abril deste ano foi rendido pelo trio, na cidade de Russas, e ficou mais de 30 minutos sendo ameaçado com uma arma até transferir R$ 10 mil para a conta dos suspeitos. Os detalhes foram divulgados durante coletiva de imprensa em Fortaleza, nesta terça-feira (14).

"Os três autores se passavam por policiais civis e abordavam a vítima em razão dela ser comerciante. Eles escolhiam normalmente quem tinha dinheiro e afirmavam que tinha uma investigação em andamento e caso a vítima não cedesse a extorsão eles fariam a prisão. [...] Imagens de segurança colhidas no local demonstram que eles ficaram cerca de 30 minutos com a vítima dentro do veículo, sob pressão intensa, até que a vítima fizesse a transferência", disse o delegado Regional de Russas, Eduardo Borges.

Polícia divulgou detalhes da prisão de um policial penal e outros dois homens que se passavam por policiais civis para extorquir dinheiro de comerciantes em Russas, no interior do Ceará.

SSPDS/ Divulgação

Investigações coordenadas pela Delegacia Regional de Russas, com apoio do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI-Sul) identificaram os suspeitos como sendo: um policial penal, com atuação em Caucaia, que já possui antecedentes criminais por tráfico de drogas; um primo do agente e um comerciante de Russas, que ajudava a escolher as vítimas por saber quem tinha maior poder aquisitivo.

"Os dois indivíduos presos em Caucaia, entre eles o policial penal, chegaram na cidade de Russas um dia antes do crime, onde se reuniram com o terceiro investigado e arquitetaram todo o plano: como abordar, para que conta fazer o Pix, para a transferência de valores, e fizeram essa ação no dia seguinte", relatou Eduardo Borges.

Ainda segundo o delegado, o dinheiro da vítima que denunciou o caso foi recuperado pela polícia.

"Esse valor foi transferido para a conta de terceiros, um 'laranja', que foi escolhido a dedo, que era a namorada de um dos indivíduos. A gente conseguiu rastrear e conseguiu identificar essa conta", falou o delegado de Russas.

Os homens, com idades de 27, 29 e 35 anos, foram autuados pelo crime extorsão qualificada, mediante restrição da liberdade da vítima, e com emprego de arma de fogo. Após as capturas, os suspeitos foram conduzidos para unidades policiais, onde as ordens judiciais foram cumpridas. Agora, eles estão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil segue com as investigações com a finalidade de identificar se outros suspeitos estão envolvidos na ação criminosa.

"Têm investigações ainda em andamento que a gente conseguiu identificar possíveis vítimas. Elas ficam amedrontadas em denunciar, em razão dos autores fazerem aquela pressão psicológica de que caso elas façam a denúncia eles a executam. Algumas vítimas ficam temerosas. [...] A gente está trabalhando com a temática de que há outras vítimas, pois eles atuavam tanto na região de Russas como aqui em Fortaleza", afirmou o delegado.

Assista aos vídeos mais vistos do Ceará
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2