TV NEWS

Homem Ă© condenado a 24 anos de prisão por matar ex-mulher sufocada em MT

.

Por Redação em 24/05/2024 às 20:17:34
De acordo com a delegada do município, o marido foi quem ligou para à polícia para dizer onde ela estava. Marlene Aparecida dos Reis, de 42 anos, foi encontrada morta em estrada de Sinop na quinta-feira (7)

Divulgação

Um homem de 39 anos foi condenado a 24 anos de prisão pelo feminicídio contra a corretora de imóveis e ex-esposa dele, Marlene Aparecida dos Reis, de 42 anos, em 5 de outubro de 2022, em Sinop, ao norte do estado. Além da condenação, o réu terá que pagar R$ 100 mil de indenização à família da vítima. O julgamento aconteceu nesta quinta-feira (23).

? Clique aqui para seguir o canal do g1 MT no WhatsApp

Conforme a denúncia feita pelo Ministério Público de Mato Grosso, o homicídio cometido se qualificou como violência doméstica e familiar (pela vítima ser mulher), por motivo torpe (pela crueldade do crime) e pela utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima.

"Apurou-se que o denunciado golpeou a mulher em violência doméstica diversas vezes com instrumento perfuro-contundente no rosto, causando um sofrimento exagerado e desnecessário, revelando brutalidade fora do comum. Para concluir sua intenção homicida, o denunciado desferiu um disparo de arma de fogo na cabeça da vítima", diz em trecho da denúncia.

No ano do crime, a Polícia Civil encontrou o corpo de Marlene em uma estrada que liga Sinop ao município de Vera.

O feminícidio

Delegada Renata Evangelista e médica legista Daniela Siqueira esclarecem detalhes do caso

A filha de Marlene relatou o desaparecimento da mãe na Delegacia da Mulher de Sinop na manhã do dia 6 de outubro e informou que a última vez que teve contato com a mãe foi um dia antes. De acordo com a delegada, o marido foi quem ligou para dizer onde ela estava.

Marlene foi encontrada morta no mesmo dia e a prisão do réu foi realizada dois dias depois pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso (Dedm) do município.

? Clique aqui para seguir o canal do g1 MT no WhatsApp
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2