TV NEWS

Duda Beat diz que novo ĂĄlbum 'Tara e Tal' Ă© para acompanhar fãs da prĂ©-festa ao after

.

Por Redação em 11/06/2024 às 06:57:31
Cantora pernambucana se apresentou pela primeira vez no festival João Rock, em Ribeirão Preto (SP). Ao g1, artista falou sobre álbum recém-lançado e sonhos de feats com gringos. Veja momentos do palco Brasil no João Rock 2024

Em quase dois meses de lançamento, o álbum 'Tara e Tal', da cantora Duda Beat, revela uma nova fase da artista, ainda mais pop, autoconfiante e eletrizante. Jogando a sofrência para escanteio, a pernambucana, que esteve em Ribeirão Preto (SP) para o João Rock 2024, afirma que a obra foi criada para embalar os fãs, do início ao after da festa.

"O álbum foi pensado para as pessoas realmente se divertirem, um álbum que eu fiz com o pensamento de acompanhar as pessoas na pré-festa, durante a festa e após a festa. O visual desse álbum em si é muito sobre um recomeço", diz.

Faça parte do canal do g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp

'Tara e Tal', lançado em abril deste ano, tem 12 faixas e cerca de 40 minutos no total. Entre os destaques do álbum estão "Saudade de Você", "Q Prazer" e "Drama".

Com ar de diva pop ala Beyonce, Duda Beat faz sucesso no palco do João Rock

Denilson Santos/Divulgação

Diferentes versões

Dona do título de "rainha da sofrência pop", devido aos temas abordados nos primeiro trabalho da carreira, Duda ainda se identifica com a titularidade, mas já não se limita à sofrência.

No novo álbum, ela explora cada vez mais a sensualidade, a liberdade, a confiança e a mistura de batidas, principalmente nas bases eletrônicas. Duda diz que une diferentes versões de si mesma.

"Eu também sou diversas 'Dudas' dentro de mim mesma. Uma Duda que não só sofre, mas que comemora, que empodera outras pessoas, que serve como exemplo e gera identificação, então acho que tudo se complementa", diz.

LEIA TAMBÉM:

Resumo do João Rock 2024: g1 mostra o que rolou no festival

Marina Sena eleva temperatura no palco com sensualidade no João Rock

Ney, 14 Bis, Novos Baianos e Djavan fazem passeio pela história da MPB

Veigh mostra a força do trap brasileiro com pirotecnia e show performático

Emicida despista sobre sair em turnê com Pitty: 'Preciso resolver outras questões'

Duda Beat canta no palco Aquarela do João Rock 2024 em Ribeirão Preto, SP

Francisco Cepeda/Divulgação

Preconceito linguístico

Nascida em Recife (PE), a cantora que chega aos 36 anos já enfrentou muitos desafios ao longo da carreira, como o machismo e o preconceito linguístico. O sotaque, um dos diferenciais de Duda Beat muito admirado pelos fãs, foi e ainda é, por vezes, alvo de preconceito.

A cantora, que atualmente vê a carreira consolidada, analisa a resistência que enfrenta como uma herança equivocada que resiste ao tempo, mas que aos poucos é combatida por artistas como ela.

"É uma resistência que passa de gerações, é uma resistência linguística e de gênero, mas sinto que cada vez mais a gente está quebrando essa barreira [...] Sinto que a cada disco que eu apresento ao público, minha carreira se consolida mais, isso para mim é muito importante".

A cantora pernambucana Duda Beat

Divulgação

Mistura que deu certo

Seis anos após o lançamento do primeiro álbum, 'Sinto Muito', Duda Beat segue tendo a mistura de sons e a regionalidade como marcas registradas. Foi logo no disco de estreia, com um brega reprocessado, que a artista apresentou a faixa 'Bichinho', maior sucesso dela.

Em 2021, um segundo álbum ganhou forma, 'Te Amo lá Fora'. No mesmo ano, um trabalho da cantora em parceria com Nando Reis foi indicado ao Grammy Latino na categoria 'melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa'.

O feito, ao lado de tantos outros como turnês, representa para a cantora um caminho trilhado rumo a uma carreira que ainda deve lhe render muito frutos. Entre eles o sonho de cantar ao lado de Lady Gaga.

"Meu maior sonho de feat é a Lady Gaga. Ela me inspira muito por ser ela mesma, por ser essa força, uma intérprete maravilhosa, cantora maravilhosa, compositora maravilhosa e tudo que ela se propõe. Então realmente é um feat que eu desejo muito e torço muito para que um dia aconteça", revela.

Recentemente, o nome da cantora esteve no topo dos assuntos mais comentados nas redes sociais depois que fotos dela ao lado de Sam Smith foram parar na internet. O encontro aconteceu em março, antes da apresentação do britânico no festival Lollapalooza.

Sam Smith se apresenta no Palco Samsung Galaxy do Lollapalooza 2024

Reprodução/Multishow

Assim que os registros chegaram até os fãs, um novo desejo foi adicionado à lista do público: um feat. Para Duda, o desejo dos fãs é também um desejo pessoal.

"Sou super fã dele, ele é maravilhoso, não só pela figura que ele é, tudo que ele representa, mas também pelas canções dele que já me acompanharam por tantos anos. Para mim seria um grande sonho. Os fãs podem manter na lista de desejo esse feat, porque também está na minha lista de desejos", revela.

Sonho realizado

Neste sábado (8), um sonho que até então estava na lista dos desejos da artista se tornou realidade. Duda Beat se apresentou pela primeira vez no festival João Rock, em Ribeirão Preto.

Looks de coração são marca registrada da cantora Duda Beat

Denilson Santos/Divulgação

O evento celebrou a diversidade da música brasileira com artistas como Djavan, Pitty, Djonga, CPM 22, entre outros.

Em um palco destinado exclusivamente às mulheres, Duda Beat integrou o line-up com Tássia Reis, Maria Gadú, Negra Li e Marina Lima.

"Estou muito feliz em participar desse festival, sempre foi um sonho para mim participar e estar nesse line-up com mulheres tão maravilhosas, tão poderosas, para mim é uma alegria sem tamanho", afirma.

Veja mais notícias do João Rock 2024

VÍDEOS: João Rock 2024
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2