TV NEWS

PM faz operação na Maré e criminosos fecham três vias expressas do Rio

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - As três vias expressas mais importantes do Rio de Janeiro foram fechadas por criminosos, na manhã desta terça-feira (11), em represália a uma operação da Polícia Militar no Complexo da Maré, na zona norte da capital.

Por Redação em 11/06/2024 às 20:48:26

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - As três vias expressas mais importantes do Rio de Janeiro foram fechadas por criminosos, na manhã desta terça-feira (11), em represália a uma operação da Polícia Militar no Complexo da Maré, na zona norte da capital.

A Avenida Brasil, a Linha Vermelha e a Linha Amarela, vias expressas importantes do Rio, foram interditadas pelos criminosos. Nas redes sociais, a PMERJ disse ter desobstruído os dois sentidos da Avenida Brasil e também a Linha Vermelha. A corporação não informou se a Amarela, que teve uma faixa interditada no sentido Fundão, foi liberada.

Criminosos agiram para tentar desmobilizar ação da PM na zona norte do Rio. Policiais militares foram às ruas da Comunidade da Maré, Vila dos Pinheiros, Vila do João, Timbau e Baixa do Sapateiro em uma ação de combate a uma quadrilha especializada em roubo de veículos e para prender criminosos que estariam escondidos na região. A comunidade seria um dos principais destinos dos veículos roubados na capital.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram intensa troca de tiros na região. De acordo com o Instituto Fogo Cruzado, os primeiros disparos foram registrados por volta das 5h20 na Vila do João e na Vila dos Pinheiros.
Policiamento reforçado. A PMERJ informou que reforçou o patrulhamento nas vias expressas bloqueadas pelos criminosos. Moradores também registraram maior presença de blindados nas ruas do Complexo da Maré.

Operação envolveu agentes do 22ºBPM (Maré), do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e da Subsecretaria de Inteligência. Até o momento, não há informações sobre vítimas e se alguém foi preso. O UOL entrou em contato com a Polícia Militar e a Polícia Civil do Rio para pedir mais detalhes, mas não obteve retorno. Em caso de resposta, esta matéria será atualizada.

Tags:   Brasil
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2