TV NEWS

Pai e filho agridem adolescente de 16 anos; motivo seria falta em partida de futebol

.

Por Redação em 09/07/2024 às 09:14:01
Vítima foi encaminhada ao hospital para fazer exames; agressores foram levados para delegacia, mas liberados. Caso é investigado como lesão corporal. Bombeiros atendem adolescente agredido por homem de 42 anos e filho, no DF

Reprodução

Um adolescente de 16 anos foi agredido por um homem de 42 anos e por seu filho, também adolescente, na noite desta segunda-feira (8), em Samambaia, no Distrito Federal. Segundo testemunhas, o motivo teria sido uma falta marcada durante uma partida de futebol (veja detalhes mais abaixo).

? Clique aqui para seguir o canal do g1 DF no WhatsApp.

Os bombeiros e a Polícia Militar foram acionados pelos vizinhos que viram as agressões. O menino agredido com socos e chutes foi levado para o hospital.

O caso é investigado como lesão corporal. A TV Globo não conseguiu localizar os autores das agressões.

O adolescente que agrediu a vítima foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), mas liberado. Já o homem prestou depoimento na 26ÂȘ delegacia de Samambaia e também foi liberado depois de assinar um termo circunstanciado.

Socos e chutes

Briga por causa de futebol termina com adolescente ferido por pai e filho no DF

A confusão foi em um condomínio na quadra 102 de Samambaia Sul. Um amigo da vítima conta que o homem e o filho empurraram e deram socos e chutes no menino. Até que o homem, que é morador do prédio, teria imobilizado a vítima para que o filho continuasse a bater.

"Ele [vítima] ficou muito machucado, ele deu seis pontos na testa. Ele estava sangrando, sem ar. Acho que ele tomou um soco na garganta e estava fazendo tomografia pra ver se quebrou alguma costela ou se feriu mais alguma coisa", diz o amigo do menino agredido, que preferiu não ser identificado (veja vídeo acima).

Testemunhas também disseram que o filho do suspeito chegou a ir buscar uma faca, que usou para ameaçar a vítima.

O menino agredido foi encaminhado para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) e depois para um hospital particular de Ceilândia, onde passou por exames.

LEIA TAMBÉM:

VÍDEO: Entrega de comida termina com briga, ameaça e ataque de motoboys contra a casa no DF

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2