TV NEWS

Operação da PC cumpre mandados de prisão contra investigados por receptação de carros roubados; 11 veĂ­culos foram apreendidos

.

Por Redação em 09/07/2024 às 11:44:41
Operação Destino visa combater uma associação criminosa voltada para introdução de veículos clonados em Montes Claros. Entre os presos, está um despachante. Carros roubados foram recuperados

Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil prendeu três homens, de 29, 32 e 34 anos, durante a operação Destino de combate a uma associação criminosa voltada para introdução de veículos clonados em Montes Claros. Os mandados de prisão preventiva foram cumpridos nessa segunda-feira (8).

"As investigações apontaram que os veículos clonados estavam sendo dados como garantias de empréstimos perante possíveis agiotas. [...] Os três presos, principalmente na figura de um investigado principal, traziam veículos de origem ilícita de outros estados ou outras cidades mineiras já com seus sinais identificadores adulterados e com a placa fria, e aqui eles davam uma destinação. O inquérito apontou que conforme a conveniência do grupo, eles davam destinações distintas aos veículos", falou o delegado Diego Flávio Carvalho.

Polícia Civil concedeu entrevista coletiva na manhã desta terça

Divulgação

Segundo a PC, o líder do grupo é o homem, de 34 anos, morador de São João da Ponte.

"Ele era o principal responsável pela introdução de veículos clonados em Montes Claros, podendo apontar que trata da principal figura de receptação de veículos na cidade. O outro homem, de 29 anos, era um despachante de Montes Claros que dava credibilidade a essas transações realizadas pelo grupo criminoso. O terceiro preso era aquele que se dirigia até o possível agiota com o veículo de origem ilícita e ali angariava o empréstimo", disse o delegado.

A Polícia Civil informou que desde o início das investigações, em outubro de 2023, 11 carros foram recuperados. Os veículos haviam sido furtados/ roubados no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Contagem e São Paulo.

Os três presos foram conduzidos ao presídio e estão à disposição da Justiça. O inquérito foi concluído e os investigados foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, receptação qualificada, adulteração de sinal identificador de veículo e estelionato.

?Clique aqui para seguir o canal do g1 Grande Minas no WhatsApp

Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG

Veja mais notícias da região em g1 Grande Minas.
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2