TV NEWS

PF e Receita Federal miram grupo suspeito de importar 500 mil celulares ilegalmente

.

Por Redação em 10/07/2024 às 09:07:17
Segundo investigações, hĂĄ indĂ­cios do envio de R$ 1,6 bilhão ao exterior nos Ășltimos 5 anos. Além do DF, mandados são cumpridos em São Paulo, GoiĂĄs, ParanĂĄ, Santa Catarina, Rio Grande do Norte Maranhão. PolĂ­cia Federal faz operação na Feira dos Importados, no DF

TV Globo/Reprodução

A PolĂ­cia Federal e a Receita Federal deflagraram, na manhã desta quarta-feira (10), uma operação contra um grupo suspeito de importar ilegalmente grandes quantidades de produtos eletrônicos sem pagamento de tributos (veja vĂ­deo abaixo). Os alvos são do Distrito Federal e de outros seis estados.

?Clique aqui para seguir o canal do g1 DF no WhatsApp

Segundo as investigações, hĂĄ indĂ­cios do envio de R$ 1,6 bilhão ao exterior, estimando-se que foram enviados ao Brasil mais de 500 mil telefones celulares pela organização criminosa nos Ășltimos 5 anos.

Os investigadores afirmam que o grupo se dividia em nĂșcleos responsĂĄveis pela negociação e venda de produtos eletrônicos, transporte/armazenamento, constituição de empresas fictĂ­cias, envio de dinheiro para o exterior e receptação dos produtos para revenda em comércios.

PolĂ­cia Federal mira grupo suspeito de importar eletrônico ilegalmente

No DF, agentes fazem buscas na Feira dos Importados. Também são cumpridos mandados em São Paulo, GoiĂĄs, ParanĂĄ, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Maranhão. Entre as apreensões feitas pelos agentes estĂĄ um avião do modelo Corisco Turbo.

Segundo a PF, os suspeitos devem responder pelos crimes de falsidade ideológica, descaminho, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Se condenados, podem pegar até 37 anos de prisão.

Ao todo, são cumpridos:

51 mandados de busca e apreensão;

25 ordens de sequestro de bens imóveis;

42 ordens de sequestro de veĂ­culos;

Bloqueio de R$ 280 milhões nas contas dos investigados.

LEIA TAMBÉM:

PERU: Quase 12 anos desaparecido, jovem de BrasĂ­lia foi fazer mochilão e não voltou; 'não sinto que esteja vivo', diz mãe

Via: g1 DF.
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2