TV NEWS

Em tentativa de unir a esquerda, Psol e Rede retiram prĂ©-candidatura à Prefeitura de BH e apoiarão PT

.

Por Redação em 11/07/2024 às 12:43:28
Unidade entre as federações Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB) e Rede-Psol foi anunciada quinta-feira (11). Eles tentam angariar apoio do PDT, da deputada e pré-candidata Duda Salabert. Rogério Correia e Bella Gonçalves

Jéssica Machado/TV Globo

A deputada estadual Bella Gonçalves (Psol) anunciou na manhã desta quinta-feira (11) que a federação Rede-Psol apoiará o pré-candidato e deputado federal Rogério Correia (PT) na corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Rogério Corrêa será cabeça de chapa, mas ainda não houve definição sobre quem ocupará a candidatura à vice. Em seu discurso, Bella chamou "partidos do campo progressista" a comporem a unidade — e citou o PDT, partido da deputada e pré-candidata à prefeitura Duda Salabert.

"A gente acredita que essa unidade ainda tem que deixar espaço para que a gente aglutine mais forças, mais pessoas, mais partidos do campo progressistas. Ainda não encerramos a discussão das nossas chapas e queremos que o PDT venha junto", disse Gonçalves, em coletiva de imprensa em que anunciou o ato "Unifica BH".

Bella chegou a ser anunciada como a pré-candidata própria do partido na corrida pela Afonso Pena 1212.

Antes disso, a também deputada estadual Ana Paula Siqueira, da Rede, outro partido da federação, também havia sido anunciada como pré-candidata.

No início de junho, em um encontro com o presidente Lula (PT), o PT e o Psol chegaram a anunciar que unificariam as candidaturas, mas sem definição de quem seria cabeça de chapa. Dois dias depois, Ana Paula Siqueira anunciou apoio à Duda Salabert.

Lula ainda não se manifestou sobre as eleições de Belo Horizonte. O PT de Belo Horizonte e de Minas Gerais espera contar com o apoio do presidente. Mas há também uma expectativa do PSD de Fuad Noman em receber Lula em seu palanque.

Nas últimas eleições para governador do estado, o petista apoiou a candidatura de Alexandre Kalil (PSD), que renunciou à Prefeitura de BH para poder disputar. Desde então, Fuad é o prefeito da cidade.

Como Rede e Psol são partidos federados, devem, necessariamente, compor uma mesma chapa. Com isso, agora passam a ingressar a chapa de PT, PV e PCdoB.

Duda Salabert no lançamento da pré-candidatura à Prefeitura de BH

TV Globo/ Reprodução

Impasse entre a esquerda

Corrêa também defendeu uma unificação entre as candidaturas de esquerda, mas com o PT à frente da chapa.

"A Duda só tem a acrescentar. Nós fizemos esse convite [para compor a chapa] e entendemos que nós reunimos agora cinco partidos, o apoio do presidente Lula, então isso nos coloca na demanda de buscar essa unidade e colocar o nosso nome como o que pode costurar essa unidade, mas sempre aberto a essa discussão com ela", disse Corrêa.

O g1 procurou a deputada Duda Salabert e aguarda retorno. Em entrevistas recentes, ela garantiu que manterá a candidatura enquanto for "o nome mais competitivo do campo progressista".

Os partidos têm até o dia 5 de agosto para realizarem as convenções partidárias e registrarem oficialmente as candidaturas para as eleições de 2024.

Duda e Rogério estão tecnicamente empatados

De acordo com a última pesquisa Datafolha, divulgada no dia 5, Duda Salabert e Rogério Corrêa estão tecnicamente empatados, com a professora numericamente à frente.

A pedetista aparece em terceiro lugar, com 10% das intenções de voto, e o petista logo atrás, com 8%. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

Em junho, a pesquisa Quaest também mostrava as duas pré-candidaturas empatadas, também com Salabert numericamente à frente.

Na ocasião, ela tinha 9% das intenções de voto, enquanto Corrêa tinha 6%. A margem de erro era de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Vídeos mais assistidos do g1 MG
Comunicar erro
SPJ JORNAL 2