CSN confirma avaliar oportunidade de investimento na mineradora Samarco

Por Redação em 22/06/2022 às 10:07:30

Barragem da mineradora em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, se rompeu em 2015, provocando o maior desastre ambiental da história do país. Samarco retomou as atividades em Mariana há quase dois anos

TV Globo

A CSN confirmou nesta quarta-feira (22) que contratou uma assessoria financeira para avaliar oportunidade de aquisição de participação na mineradora Samarco, que está em recuperação judicial, segundo comunicado ao mercado.

A companhia siderúrgica disse que "sempre avalia oportunidades de investimento em linha com sua estratégia de negócio" e reiterou que, no momento, "não existe nenhum fato ou documento vinculante que mereça divulgação".

Segundo fonte ouvida pela Reuters, a CSN contratou a RK Partners para elaborar proposta de compra do controle da Samarco. A RK Partners estaria entrando em contato com os donos da Samarco, Vale e BHP, assim como com sindicatos e credores financeiros.

Após a divulgação de notícias sobre o interesse da CSN, Vale e BHP se manifestaram dizendo que a Samarco "não está à venda".

As acionistas da Samarco reafirmaram ainda o apoio ao plano de reestruturação da dívida da empresa protocolado pelos sindicatos de empregados da Samarco e outros credores em 18 de maio.

Recuperação judicial após desastre ambiental

O processo de recuperação fiscal foi determinado pela Justiça em 2021. A empresa pertence à Vale e à BHP Billiton, responsável pela tragédia de Mariana, na Região Central de Minas Gerais. A barragem da mineradora se rompeu em 2015, provocando o maior desastre ambiental da história do país.

A Samarco voltou a atuar em Mariana em dezembro de 2020. Grande parte da dívida da mineradora – com partes relacionadas –, cerca de US$ 4,7 bilhões, foi contraída antes do rompimento da barragem do Fundão.

Samarco e CSN são autorizadas a ampliar área de mineração em MG
Comunicar erro

Comentários