VĂ­deo mostra inĂ­cio de briga que terminou com morte de adolescente, em Apucarana

Por Nardel Azuoz em 22/06/2022 às 17:39:31
Vítima, de 13 anos, morreu a caminho do hospital após ser agredida, e família autorizou a doação de órgãos. Seis adolescentes estão envolvidos no caso investigado, segundo a polícia. Vídeo mostra início de briga que terminou com morte de adolescente, em Apucarana

Um vídeo gravado com um celular mostra o início da briga que terminou com a morte de um adolescente, de 13 anos, no Bairro Jardim Ponta Grossa, em Apucarana, no norte do Paraná.

O caso aconteceu na terça-feira (21). Nas imagens é possível ver que um adolescente empurra o outro, que revida com socos. Mas, em seguida a gravação foi interrompida. Assista, acima.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a suspeita é que Alekson Ricardo Kongenski tenha sido agredido por um estudante, mas outros cinco adolescentes, que têm entre 12 e 15 anos, também são investigados como envolvidos no caso, após serem identificados no local.

Vídeo mostra briga que terminou em morte de adolescente, em Apucarana

Reprodução/RPC

A PM informou que um dos envolvidos fazia massagem cardíaca na vítima quando a equipe chegou ao lugar da ocorrência.

O menino morreu a caminho do Hospital da Providência, em Apucarana.

Polícia investiga morte de adolescente que se envolveu em briga depois da escola

Conforme a polícia, os envolvidos e a vítima estudavam no mesmo colégio, que fica perto do local do ocorrido. A briga ocorreu após o fim a aula, no período vespertino.

A Polícia Civil informou que investiga a motivação do crime. O delegado responsável pelo caso, Felipe Ribeiro Rodrigues, disse que ainda não ouviu o principal suspeito de participar da briga, que tem 15 anos.

"Havia já uma certa desavença entre a vítima e um dos envolvidos. O autor veio em socorro desse adolescente que estaria sofrendo uma certa hostilidade por parte da vítima, e aí, por conta disso houve uma briga entre os dois", afirmou.

De acordo com o delegado, a vítima caiu após sofrer um mal súbito, mas ainda é preciso aguardar o laudo do Instituto Médico-Legal (IML).

Alekson Ricardo Kongenski, de 13 anos, morreu após uma briga, em Apucarana, segundo a polícia

Arquivo pessoal

O delegado informou que os adolescentes devem responder pelos atos de forma culposa, quando não há a intenção de praticar, mas a decisão depende do que apontarem os laudos do caso, em relação à causa da morte da vítima.

"Se realmente se comprovar que a vítima morreu por conta de um mal súbito, por conta de uma comorbidade que era anterior ao que aconteceu e que não era de conhecimento dos demais envolvidos, a probabilidade é que nem por isso eles seja responsabilizados. Mas é muito prematuro ainda para dar qualquer certeza disso porque a investigação começou agora", explicou.

Vítima foi agredida e morreu a caminho do hospital, em Apucarana

TNOnline/Imagem cedida

O Colégio Padre José Canale, onde o adolescente estudava, comunicou que as aulas foram suspensas nesta quarta-feira (22) e que está colaborando com as investigações.

A família do adolescente disse que está abalada e informou que Alekson havia saído da aula e estava voltando para casa. Uma equipe do Núcleo Regional de Educação esteve na residência dos familiares para prestar apoio.

Colégio Padre José Canale, onde a vítima estudava, suspendeu as aulas nesta quarta-feira (22)

Reprodução/RPC

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 PR

Veja mais notícias da região no g1 Norte e Noroeste.
Comunicar erro

ComentĂĄrios