Porco-espinho é resgatado em rua de Primavera do Leste (MT) e solto em região de mata

Por Nardel Azuoz em 24/06/2022 às 13:32:31
Moradores da região registraram o momento em que o animal andava pelas ruas assustado. Porco-espinho é resgato em rua de Primavera do Leste (MT)

Um porco-espinho foi resgatado na noite dessa quinta-feira (23), em uma rua do Bairro Poncho Verde, em Primavera do Leste, a 219 km de Cuiabá. Moradores da região filmaram o animal andando pelas ruas do bairro.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Em um vídeo gravado pelos moradores mostram o animal andando pela rua do bairro assustado. (veja vídeo acima)

O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer o resgate do animal, por volta de 20h.

Corpo de Bombeiros fez o resgate do animal, que foi solto em uma região de mata

Reprodução/Corpo de Bombeiros

Os bombeiros informaram que o porco-espinho resgatado e solto em uma região de mata afastada da cidade, conhecida como 'Cidade Verde'.

Conforme os bombeiros, os moradores do bairro estavam chegando perto do animal para filmar e a orientação é para que para que não tenha contato com um animais silvestre por segurança.

A espécie

O porco-espinho normalmente tem o dorso coberto de espinhos longos e aguçados, de cor acastanhada e com bandas escuras nas extremidades. Esses espinhos se destacam facilmente do corpo e são sua defesa.

Quando algum animal tenta atacá-lo, leva consigo alguns espinhos, que já estes se encontram soltos, contrariando a crença de que o ouriço arremessa os espinhos.

Seus predadores naturais são os texugos, os gatos selvagens, os cães, os lobos, as raposas e as doninhas. É considerado um arborícola, de hábitos essencialmente noturnos e solitários.

No Brasil, há pelo menos oito espécies, de três gêneros diferentes. A espécie mais ameaçada é a Chaetomys subspinosus.

Ele se prende aos cipós, agarrado a até 15 metros de altura como uma estratégia de sobrevivência.

Se alimentam de frutas, raízes, vegetais cultivados e insetos. Eles procriam na primavera e no verão. Normalmente a prole é de quatro crias.
Comunicar erro

Comentários