Câmara de Guarulhos, na Grande SP, revoga suspensão de contratos após servidores comprovarem ter se vacinado contra Covid

Por Redação em 25/10/2021 às 22:46:19

Até sábado, 137 funcionários não haviam apresentado comprovante da vacina. Casa diz que 128 apresentaram documento e outros 9 estão aposentados, em licença ou foram exonerados. Câmara de Guarulhos vai suspender contrato de servidor que não estiver vacinado

A Câmara Municipal de Guarulhos, na Grande São Paulo, voltou atrás na suspensão do contrato de trabalho dos servidores que não comprovaram a vacinação contra a Covid-19.

A Casa Legislativa revogou um decreto que suspendia o contrato dos servidores. Segundo a Câmara, 128 servidores enviaram o comprovante de vacinação entre quinta-feira (21) e as 16h desta segunda (25). Outros nove estão aposentados, exonerados ou em licença médica.

Na sexta (22), foi anunciado que 137 funcionários, incluindo vereadores, seriam afastados devido à falta de entrega do documento. A decisão foi publicada no Diário Oficial da cidade.

Entre vereadores, funcionários concursados e comissionados, 690 pessoas trabalham na Câmara - mais de 20% delas não tinham apresentado o comprovante de imunização, segundo a lista do departamento de Saúde da Casa.

Suspensão dos contratos

Com base nessa lista preliminar e também num pedido do Ministério Público para endurecer as medidas de combate à Covid-19, o presidente da Câmara, Fausto Miguel Martello, tinha suspendido o contrato de 154 servidores.

Na decisão, Martello considerava que a vacinação contribui para a preservação da saúde dos servidores, que o interesse público deve prevalecer sobre o interesse particular e também o decreto municipal sobre a obrigatoriedade da vacinação dos funcionários públicos da cidade.

VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana
Comunicar erro

ComentĂĄrios