Odebrecht analisou rascunhos de MP enviados pelo gabinete de Jucá

DR

 

Texto de medida provisória foi recebido pela empreiteira antes de análise pelo Senado

 

O gabinete do senador Romero Jucá (MDB) enviou por e-mail à Odebrecht, em 2014, rascunhos do texto legislativo da Medida Provisória 651, até então não analisada pelo Senado, que atenderia interesses da Braskem, empresa do Grupo Odebrecht.

 

Obtido pelo G1, o conteúdo dos emails deve ser anexado à ação em que Jucá é réu na Lava Jato, atualmente em trâmite no STF (Supremo Tribunal Federal).

 

Em um dos emails, o presidente da Braskem à época, Carlos Fadigas, diz a executivos da Odebrecht que havia recebido a informação de que aspectos de interesse do grupo haviam sido incluídos na MP. “Estamos tentando obter a última redação para entender se a redação de fato nos atende”, escreveu Fadigas.

 

Uma das contrapartidas à atuação de Jucá em favor da Odebrecht no caso seria a doação, por parte da empreiteira, de R$ 150 mil à campanha eleitoral do filho do parlamentar, em Roraima, ainda em 2014.

 

Em nota enviada ao G1, a assessoria do senador diz que “tentam envolver seu nome em um esquema que está sendo propagado por dois delatores que não apresentam nada além de e-mails trocados entre eles”. Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: